História

Barra Longa é atualmente conhecida por sua hospitalidade tipicamente mineira, a beleza cênica de suas cachoeiras, sua culinária típica e suas tradicionais festas que atraem significativo número de turistas.

Por volta de 1711 Matias da Silva Barbosa chegou a localidade a pedido do governador da época para combater os índios botocudos e acaiabas recebendo em troca vasta extensão de terras, onde se construiu então a Fazenda dos Fidalgos,formando-se um pequeno arraial com o nome de Matias Barbosa.A origem do atual nome da cidade deve-se a confluência dos rios Carmo e Gualaxo do Norte.

As principais atividades que desenvolveram o arraial foram a exploração do ouro de aluvião, até então abundante nos rios, posteriormente com a decadência do ouro, a agricultura se desenvolveu devido a fertilidade das terras.

Dentre os principais atrativos da cidade, encontram - se os bordados como richellieu, crivo, ponto cruz, matriz, crochê e rococó. Edificações tombadas com a Igreja Matriz de São José, construída em 1774 com obras de artistas com José Pereira de Arouca e o conceituado entalhador Francisco Vieira Servas.

Sua gastronomia, a produção artesanal de cachaça, queijos, as manifestações culturais, como o Marujo, folia de reis, as cavalgadas, suas fazendas centenárias e muitas outras coisas a serem descobertas pelos próprios moradores assim como pelos turistas.